quarta-feira, 19 de setembro de 2012

HISTÓRIA DA FAMÍLIA SAMPAIO

EspanhaAstorga
—  MUNICÍPIO  —
Bandeira de Astorga
Bandeira
Brasão de armas de Astorga
Brasão de armas
Comunidade autónomaCastela e Leão
ProvínciaLeão
 - AlcaideJuan José Alonso Perandones
Área
 - Total46,78 km2
Altitude868 m (2 848 pés)
População (2007)
 - Total12 139
 - Densidade259,49/km2 
Gentílico:astorgano

Astorga é um município da Espanha na província de Leóncomunidade autónoma de Castela e Leão, de área 46,78 km² com população de 12139 habitantes (2007) e densidade populacional de 259,49 hab./km².
É a capital econômica da região histórico-cultural denominada Maragateria. É também o destino final da estrada romana de Braga até Astorga, muito usada na época medieval pelas populações e peregrinos.
 O condado de Trastâmara situa-se no Noroeste da Galiza, referido ao rio Tambre, indicando a zona detrás do Tambre, ("Trans Tameris"), ate o mar.
Brasão de armas da Dinastia de Trastâmara.

Condes de Trastâmara da Casa de Osorio

Pedro Alvarez Osorio, 1.º conde de Trastamara

Fundada em Castela pelo rei Henrique II, a Dinastia de Trastâmara foi a dinastia que governou o reino de Castela de 1369 a 1516; pelo Compromisso de Caspe, em 1412, na sequência da morte sem herdeiros de Martim I de Aragão, foi inaugurado um novo ramo da Dinastia de Trastâmara na Coroa de Aragão, onde passou a governar Fernando de Antequera, filho segundo de João I de Castela e neto de Henrique II.
A Casa (um ramo colateral da reinante Casa de Borgonha) toma seu nome do Condado de Trastâmara, no Noroeste da Galiza, condado referido ao rio Tambre, título que ostentava antes de aceder ao trono Henrique II o das Mercês (1369 – 1379) (após a guerra civil que terminou com a morte em 1369 do seu irmão paterno Pedro I de Castela), por ter sido criado e educado pelo conde D.Rodrigo Álvarez.
Essa é casa dinástica de alguns personagens conhecidos da história espanhola que se destacam, entre eles:

Genealogia dos reis da Casa de Trastâmara: em amarelo os reis de Castela, em vermelho os da Coroa de Aragão, em azul os de Navarra. Ao casar-se com Catarina de Lancaster (neta e herdeira de Pedro I), Henrique III recuperou a legitimidade dinástica perdida pela usurpação de Henrique II.
O último monarca desta casa em governar na Espanha foi a rainha Joana I a Louca, que deu passo com o seu filho, Carlos I, ao governo da Espanha por reis da casa de Habsburgo.
O INÍCIO:Histórico da família Sampayo, São Paio, São Payo ou ainda Sampaio como é escrito na grafia mais moderna.
Paio de Córdova, conhecido como São Paio, Sampaio ou São Pelágio, nascido no início do século X na Galiza, é um santo cristão, venerado no dia 26 de Junho pela Igreja Católica especialmente em Espanha e Portugal.
Era sobrinho de Hermígio, bispo de Tui.
Tendo participado, como pagem, na dura batalha que opôs Ordonho II de Leão a Abderramão III, emir de Córdova, foi feito prisioneiro e levado para esta cidade. As negociações entre as partes permitiram a libertação do tio bispo, mas Paio teve de ficar como refém, apesar de ter apenas 13 anos de idade. A sua formosura encantou tanto o rei como um dos seus filhos, que tudo fizeram para o seduzir. A todos resistiu o jovem, o que exacerbou a ira do rei que o mandou torturar até que lhe cedesse. No entanto, a fortaleza de ânimo de Paio foi superior à violência da tortura e acabaram por lançá-lo ao rio Guadalquivir.
Pelágio (do latim Pelagius pelo grego Πελάγιος) é um prenome da onomástica da língua portuguesa. Também existem as variantes Paio (por síncope) e Pelaio, derivada da forma popular castelhana Pelayo.
Gênero Masculino
Significado "do alto mar, que navega em alto mar"
Origem Do latim Pelagius pelo grego Πελάγιος

1 – Origem da Família Sampaio

Nome de raízes tipicamente toponímicas, por ter sido tirado do da 
honra desta designação, na verdade esse sobrenome é de origem geográfica. De São e Paio, nome de homem, forma popular de pelagio em Trás-os-Montes, e que foi adotado por apelido pelos seus senhores. Sampaio –. Foi nome de um santo falecido no século terceiro predileto dos antigos portugueses, como o prova a grande representação que tem na tonímia local(S.paio, Sampaio) pelagio de pelayo [documentado em 1088], Palayo.
Conforme o transmotano e algarvio palzio, e Parye [Antenor nascente, II, 230,271] Procede essa família de Vasco Pires Sampaio, que passou a Portugal por ter matado em desafio um fidalgo espanhol, fazendo assento no lugar Honra de Sam Paio, junto a Vilaflor, comarca da Torre de Moncorvo, donde tomou o sobrenome. Serviu nas guerras a D. Fernando I e D. João I, reis de Portugal, de 1367 a 1433, que lhe deram as vilas de Vilaflor, já citadas, Chacim, Mós, Anciães, Vilarinhos, etc., embora ele fosse quase por certo descendente da linhagem dos «de Chacim». Era filho de D. Pedro Álvares Osorios, conde de Trastamara, primeiro marquês de Astorgas, senhor da Casa de Vilalobos, etc. (Anuário Genealógico Latino, I 85).
Em termos documentais, não se torna possível fazer remontar esta família a épocas anteriores ao reinado de D. João I e ao seu proprietário e vassalo Vasco Pires de São Payo, , etc. Esse sobrenome (apelido) São Payo. Subsiste nos dias de hoje, por diversos membros desta família, com o uso de várias grafias para este apelido: Sampaio e Sampayo, São Paio e São Payo. Por uma questão de uniformização de critérios, também aqui se adotou agrupar todos sob a grafia moderna, ou seja, Sampaio. Fonte: NFP- Nobiliário das Famílias de Portugal Felgueiras Gayo Carvalhos de Basto, 2ª Edição Braga, 1989 vol. IX, pg. 261 DFP - Dicionário das Famílias Portuguesas D. Luiz de Lancastre e Távora Quetzal Editores, 2ª Edição Lisboa pg. 316 

Resumo – sobrenome português, classificado como sendo um toponímico, pois o nome derivou de uma localidade. Os Sampaios procedem de Vasco Pires de Sampaio, filho de Pedro Álvares Osório, senhor da Casa de Vila-lobos, Conde de Trastamara e primeiro Marquês de Astorga, em Galiza. Tomou o nome da Honra de Sampaio, localidade junto a Vila-flor. Tal local tinha este nome em homenagem a Sampaio, o nome vem de Sanctus Pelagius (Santo Pelagius) que depois se transformou em Sam Peaio e posteriormente em Sampaio, Pelagius era um antigo nome em latim que significava "marinho".

2 – Heráldica da Famílias Sampaio
Heráldica: II – um escudo esquartelado nos primeiros e quarto quartéis, em campo de ouro, uma águia de púrpura lampassada de vermelho; e nos segundo e terceiro quartéis emaquetado de ouro e preto, de dez peças. Timbre a águia do escudo carregada no peito de 4 pontos equipolados de Ouro.
II – modernos: um escudo esquartelado: nos primeiro e quartos quartéis, em campo de ouro, uma águia de púrpura lampassada de vermelho; e nos segundoe terceiro quartéis, enxaquetado de ouro e preto, de dez peças; bordadura de vermelho, carregada de 8 fuzis de cadeias, abertos, de prata (em forma de S). Timbre: a águia do escudo carregada no peito de 4 pontos equipolados de ouro (Armando de Mottos – Brasonário de Portugal, II, 115). Século XVI:
Heráldica: III – Baltazar de Sampaio, Cavaleiro, morador em Cintra. Brasão de Armas, datado de 08.03.1541. Registrado na Chancelaria do Rei D. João III, Livro XXXIV, fl 20; um escudo em campo esquartelado: o primeiro e quarto quartéis em campo de ouro, uma águia de púrpura estendida; e o segundo e o terceiro 
quartéis enxaquetado de ouro e preto, e uma bordadura de vermelho cheia de – ss – de prata. Elmo: de prata abreto, guarnecido de ouro. Paquífe de ouro e de púrpura. Timbre: a águia enxaquetada no copo de ouro. Diferença uma flor-de-lis de ouro, na bordadura e dois terços de filete preto em contrabanda. Filho de Afonso Fernandes de Sampaio, e neto de Rui de Sampaio (Sanchas Baena, Archivo Heráldico, 1. 100)

II – Rui Dias de Sampaio – Brasão de Armas datado de 18.02.1560: um escudo esquartelado – o 1.º e 4.º, em campo de ouro, uma águia vermelha armada de negro; e o 2.º e 3.º, xadrezado de ouro e azul, de 4 peças em faixa e de 4 pala, com orla vermelha carregada de 8 ss (ésses) de prata. Diferença um cardo vermelho florejado de azul.

Esquartelado: o primeiro e o quarto de ouro, com uma águia estendida de púrpura, lampassada de vermelho; o segundo e o terceiro xadrezado de ouro e negro, de sete peças em faixa e oito em pala; bordadura de vermelho, carregada de oito fuzis de cadeia, abertos, de prata (em forma de S).






Timbre: a águia do escudo, com um fuzil também do escudo no peito.
Variante em Santos Ferreira, nas peças do xadrezado do 2º e 3º do esquartelado e no timbre:



















Esquartelado: 1. de ouro, com uma águia estendida de púrpura, lampassada de vermelho; 2. xadrezado de oiro e de negro de quatro peças em faixa e quatro em pala, e assim os contrários; bordadura de vermelho, carregada de oito fuzis de cadeia, abertos, de prata (em forma de S).



Timbre: a águia do escudo, xadrezada de oiro no peito.
heráldica não disponível
Esquartelado: o primeiro e o quarto de ouro, com uma águia estendida de vermelho, armada de negro; o segundo e o terceiro xadrezado de ouro e azul, de quatro peças em faixa e quatro em pala; bordadura de vermelho, carregada de oito fuzis de cadeia, abertos, de prata (em forma de S).


Timbre: a águia do escudo, com um fuzil também do escudo no peito

Brasão antigo Esquartelado: o primeiro e o quarto de ouro, com uma águia estendida de púrpura, lampassada de vermelho; o segundo e o terceiro xadrezado de ouro e negro, de quatro peças em faixa e quatro em pala. Timbre: a águia do escudo, xadrezada de ouro no peito.

NOTA: estas armas apenas são referidas por Santos Ferreira.


Vasco Pires de Sampaio, 1º senhor de Vila Flor

A família deste apelido procede de Vasco Pires Sampaio, filho de Pedro Álvares Osório, senhor da casa de Vila Lobos, conde de Transtâmara, e 1.º marquês de Astorga, em Galiza (Astorga é um município da Espanha na província de León, comunidade autónoma de Castela e Leão, de área 46,78 km² com população de 12139 habitantes (2007) e densidade populacion
al de 259,49 hab./km².
É a capital econômica da região histórico-cultural denominada Maragateria. É também o destino final da estrada romana de Braga até Astorga, muito usada na época medieval pelas populações e peregrinos. O condado de Trastâmara situa-se no Noroeste da Galiza, referido ao rio Tambre, indicando a zona detrás do Tambre, ate o mar.)
que passando a Portugal, por matar em duelo um fidalgo poderoso daquele reino, prestou muitos e grandes serviços nas guerras daquele tempo, aos reis D. Fernando e D. João I, que lhe deram as vilas de Vila Flor, Chacim, Mós, Anciães, e outras terras, direitos e jurisdições na província de Trás-os-Montes, que permaneceram nos seus descendentes. Deixando com a pátria o apelido dos seus avós, tomou o da Honra de Sampaio, junto a Vila Flor, onde fez a sua primeira residência.
As armas desta família são: Escudo esquartelado; no primeiro quartel, em campo de ouro uma águia de púrpura estendida, armada de preto; no segundo enxaquetado de ouro e azul, de miúdas peças, e uma bordadura vermelha cheia de SS de prata, e assim as contrarias timbre a mesma águia.

A família deste apelido procede de Vasco Pires Sampaio, filho de Pedro Álvares Osório, senhor da casa de Vila Lobos, conde de Transtâmara, e 1.º marquês de Astorga, em Galiza, que passando a Portugal, por matar em duelo um fidalgo poderoso daquele reino, prestou muitos e grandes serviços nas guerras daquele tempo, aos reis D. Fernando e D. João I, que lhe deram as vilas de Vila Flor, Chacim, Mós, Anciães, e outras terras, direitos e jurisdições na província de Trás-os-Montes, que permaneceram nos seus descendentes. Deixando com a pátria o apelido dos seus avós, tomou o da Honra de Sampaio, junto a Vila Flor, onde fez a sua primeira residência. As armas desta família são: Escudo esquartelado; no primeiro quartel, em campo de ouro uma águia de púrpura estendida, armada de preto; no segundo enxaquetado de ouro e azul, de miúdas peças, e uma bordadura vermelha cheia de SS de prata, e assim as contrarias timbre a mesma águia
Os Sampaios procedem de Vasco Pires de Sampaio, filho de Pedro Álvares Osório, senhor da Casa de Vila-lobos, Conde de Trastamara e primeiro Marquês de Astorga, em Galiza. Tomou o nome da Honra de Sampaio, localidade junto a Vila-flor, local que tinha este nome em homenagem a Sampaio, originado de Sanctus Pelagius ( Santo Pelagius ) que depois se transformou em Sam Peaio e posteriormente em Sampaio. Pelagius era um antigo nome em latim que significava "marinho". Nome de raízes tipicamente toponímicas, por ter sido tirado da honra desta designação e sobrenome é de origem geográfica. De São e Paio, nome de homem, forma popular de pelagio em Trás-os-Montes, e que foi adotado por apelido pelos seus senhores. Sampaio foi nome de um santo falecido no século terceiro, predileto dos antigos portugueses, como prova a grande representação que tem na toponímia local(S.paio, Sampaio) pelagio e Pelayo [documentado em 1088]. Conforme Antenor Nascente, procede essa família de Vasco Pires Sampaio, que mudou para Portugal por ter matado em desafio um fidalgo espanhol, fazendo assento no lugar Honra de Sam Paio, junto a Vilaflor, comarca da Torre de Moncorvo, donde tomou o sobrenome. Serviu nas guerras a D. Fernando I e D. João I, reis de Portugal, de 1367 a 1433, que lhe deram as vilas de Vilaflor, Chacim, Mós, Anciães, Vilarinhos, etc., embora ele fosse quase por certo descendente da linhagem dos «de Chacim». Era filho de D. Pedro Álvares Osorios, conde de Trastamara, primeiro marquês de Astorgas, senhor da Casa de Vilalobos, etc. (Anuário Genealógico Latino, I 85). Em termos documentais, não se torna possível fazer remontar esta família a épocas anteriores ao reinado de D. João I e ao seu proprietário e vassalo Vasco Pires de São Payo Esse sobrenome vem de um apelido São Payo que subsiste nos dias de hoje, por diversos membros desta família, com o uso de várias grafias para este apelido: Sampaio e Sampayo, São Paio e São Payo. Por uma questão de uniformização de critérios, também aqui se adotou agrupar todos sob a grafia moderna, ou seja, Sampaio. ( Nobiliário das Famílias de Portugal Felgueiras Gayo Carvalhos de Basto, 2ª Edição Braga, 1989 vol. IX). No Brasil encontra-se Sampaio desde o Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais até na Bahia e no sertão do nordeste, principalmente em Pernambuco onde possuem propriedades e se dedicam a todas as atividades agropecuárias, ao comércio, indústrias, empresas, política e profissões liberais urbanas. Essa família geralmente se associava aos Sá, Carvalho, Pires, Costas e Freires, em Bodocó, Exu, Ouricuri e Parnamirim. Os Sampaios sempre tiveram conflitos com os Alencar, principalmente em questões políticas. Desde os primeiros movimentos nativistas os Sampaio sempre estiveram em oposição aos Alencar, ou seja, os Sampaio apoiavam a monarquia, enquanto os Alencar lutavam pela independência, abolição da escravatura, o direito a voto, a demarcação do espaço indígena. Em Parnamirim, os Sampaios também se dedicam à pecuária, aos serviços públicos, ao comércio, à política e às atividades liberais.

TRADUÇÃO: O Sampaio sobrenome Português é a origem coponymic. Sobrenomes Coponymic são esses nomes expeditor derivado sua origem a partir de um determinado nome de lugar perto da qual o ouvinte original viveu ou detidos terra. Neste instant


e, o Sampaio sobrenome é derivado do nome de lugar Português Sampaio wich está localizado em Trás-os-Montes e, portanto, significa "um de Sampaio". Diz-se que o. Sampaio, Vila Flor, Chacim, Ansiens, Vila Marinho da Castanheira e outros lugares em Tras-os-Montes Isto é homever contestada por alguns estudiosos que afirmam que a família realmente descendem de Martim de Sampaio, senhor de Sampaio e descendente do Conde D. Hermenegildo. Por fim, também foi sugerida Moncarvo. Registros iniciais da família incluem referências a membros que serviram o Português reis Fernando e D. João I. O versículo seguinte foi writtenby Manuel de Souse da Silva e dedicado à família Sampaio:
Nessa Sem Terra engano,De São Payo o logar E o ilustre solar,
Dos Que seunome ufano Se costumam reclamar.
O versículo acima destaca as origens ofthe pleace nome e sobrenome Sampaio sayingit é derivado de São Payo ou São Pelayo.was um mártir cristão que tenthcentury como hoy jovem foi torturado e morto pelos mouros de Córdoba por se recusar a renunciar a sua fé.
 Solar dos Sampaio (ou Casa dos Sampaio) é um edifício setecentista, dividido em dois registos e localizado na Freguesia de Linhares. No primeiro piso da fachada principal, virada a sul, existem três janelas de moldura trabalhada, a que co

rrespondem outras tantas no piso superior. A meio existe a porta de entrada, tendo por cima dela a sala principal, representada exteriormente por janela com varanda. Por cima desta está patente o brasão da família Sampaio. Nas fachadas laterais rasgam-se dois grandes janelões, um de cada lado. Nos cantos do edifício existem quatro urnas em pedra.


Photo: Solar de Sampaio - Imóvel de Interesse Público


Esta residência da família Sampaio é um edifício setecentista, dividido em dois registos. No primeiro piso da fachada principal, virada a sul, existem três janelas de moldura trabalhada, a que correspondem outras tantas no piso superior. A meio existe a porta de entrada, tendo por cima dela a sala principal, representada exteriormente por janela com varanda. Por cima desta está patente o brasão da família Sampaio. Nas fachadas laterais rasgam-se dois grandes janelões, um de cada lado. Nos cantos do edifício existem quatro urnas em pedra.


The Portuguese surname Sampaio is at coponymic origin. Coponymic surnames are those names wich derived their origin from a particular place-name near which the original hearer lived or held land. In this instant, the surname Sampaio is derived from the Portuguese place-name Sampaio wich is located in Tras-os-Montes and therefore signifies "one from Sampaio". It is said that the Sampaio, Vi
la Flor, Chacim, Ansiens, Vila Marinho da Castanheira and other places in Tras-os-Montes. This is homever disputed by some scholars who claim the family actually descend from Martim de Sampaio, Senhor of Sampaio and descendant of the Conde D. Ermenegildo. Finally, it has also been suggested Moncarvo. Early records of the family include references to members who served the Portuguese kings Fernando and João I. The following verse was writtenby Manuel de Souse da Silva and dedicated to the Sampaio family:
Nessa terra sem engano,
De São Payo o logar
E o ilustre solar,
Dos que seunome ufano
Se costumam reclamar.
The above verse highlights the origins ofthe pleace-name and surname Sampaio sayingit is derived from São Payo or St. Pelayo.was a tenthcentury Christian martyr who as a young hoy was tortured and killed by the Moors of Cordoba for refusing to renounce his faith.





Photo: Blason of Arms:Quarterly:First and fourth:or; an eagle displayed gules;
second and third chequy or and azure.All with a border gules charged with the letter S


Blason of Arms:Quarterly:First and fourth:or; an eagle displayed gules;
second and third chequy or and azure.All with a border gules charged with the letter S





Sampaio - Sampayo - São Paio - São Payo - Sam Payo
Informações Úteis
NOME DA FREGUESIA: Sampaio
DISTÂNCIA A VILA FLOR: 6Km
Nº DE HABITANTES: 192
ÁREA: 892 ha
POVOAÇÕES: Sampaio
JUNTA DE FREGUESIA:

Situada no coração da terra quente transmontana é aqui que se situa o solar dos São-Paios, que foram senhores da honra e eram também senhores de Vila Flor, daí o nome da aldeia, Sampaio. Sampaio é um apelido nobre em Portugal.


Esta é um aldeia rica em arqueologia sendo disso exemplo a Antela da Senhora da Rosa que fica na Chã Grande; no mesmo local fica situada a Anta da Senhora da Rosa; a Anta da Chã Grande; o Sepulcro Medieval que servia de bebedouro para os animais. Presentemente encontra-se guardado no adro da Igreja de Santo André; Castro Romanizado mais conhecido pelo Cabeço de Santa Cruz.
Vários monumentos são dignos de nota em Sampaio: a Igreja Velha de Santo André, igreja barroca com algumas imagens do séc. XVII; a Capela do Santíssimo, adaptada a igreja devido à ruína constante da Igreja Matriz; a Capela da Senhora da Rosa, situada a 1.5km da aldeia; Capela de Nossa Senhora da Conceição.
Situada no meio da povoação fica a Casa da Câmara que funcionava como cadeia masculina nos seus baixos; a Casa da Cadeia era a antiga casa concelhia.


TRÁS-OS-MONTES


43 comentários:

  1. A minha Bisavo' era Neta da 3 Condessa de Sao-Payo...

    Foi portanto com muito interesse que li o que compos.
    Muito gostei tambem de ver o seu 'cantinho' florido.

    Abraco...

    LC

    WWW.ChateauBeaufort.ca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela tua visita LC. Fiquei muito feliz de ter alguém com interesse neste tema. Qualquer dado interessante por favor envie para que possamos acrescentar ao nosso blog,por gentileza?
      Abraço também,
      Thanks for your visit LC. I was very happy to have someone with an interest in this subject. Any interesting fact please so we can add to our blog, please?
      Hug

      Claudia

      Excluir
  2. Oi Claudia,
    Fazendo uma pesquisa sosbre Sampaio, encontrei seu blos e gostei muito. Trago em meu sobrenome SAMPAIO do meu avô materno Francisco Filgueira Romão Sampaio conhecido como Coronel Chico Romão da cidade de Serrita/Pe. Acredito que este nome SAMPAIO vem desta descendência,pois meu bisavô Coronel Romão Pereira Filgueira Sampaio se instalou em Serrita e fundou a cidade. Será que posso considerar este Brasão também da a minha familia?
    Abraços e parabéns pela seu trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fátima! Muito obrigada por participar deste blog.
      Olha, com certeza pode considerar sim, o brasão da família. A família, embora tenha muitas ramificações tem mesmo uma só origem. Vila Flor, segundo minhas pesquisas quando estive em Portugal, foi a região onde se instalou o fundador da família Sampaio. De lá se espalhou, inclusive no Brasil em duas regiões, Nordeste e Sudeste.
      Um grande abraço! E volte quando quiser.

      Excluir
    2. Ola Fatima eu tb sou descendente de um Sampaio de Felgueiras e gostaria de me corresponder com uma Sampaio que tb venha desta linha d portugal, meu nome e Francisca da chagas farias sampaio, adorei seu blog

      Excluir
  3. Bom dia. Parabéns pelo texto. Porque se interessa pelas origens de Sampaio? Cumprimentos.
    Victor Manuel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Victor! Obrigada pela visita!
      O meu grande interesse pelas origens da família Sampaio, vem da minha própria origem,pois sou Sampaio pelo ''lado'' materno e tenho enorme carinho por esta ''ideia''...
      Caso tenha mais informações para complementar nosso post, fico imensamente agradecida.
      Um bom final de semana! E volte sempre!

      Excluir
    2. PS: Estive em Portugal em 2010 com o objetivo de chegar até Vila Flor para mais pesquisa e conhecimento, mas infelizmente não foi possível devido a contratempos, mas um dia desses retorno.

      Excluir
  4. Olá, boa noite.
    Até onde sei minha família Sampaio vem de Minas Gerais parte próxima ao Rio de Janeiro. Não tenho muitas informações pois aparentemente vem do campo, da roça e os membros mais antigos já se foram e não houve um interesse pelos que seguiram em perguntar e registrar os nomes dos antepassados. Agora, gostaria de começar a coletar informações que apontem o máximo distante possível a origem da minha família. Você teria alguma informação sobre os Sampaios dessa área que pudesse compartilhar?
    Desde já agradeço muito e parabéns.
    Att.,
    Luciano Sampaio.
    lucianorsampaio@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Luciano!
      Vamos ver se posso ajudar em algo, vou pesquisar com os que conheço que também colhem dados da árvore ''Sampaio''. Estou muito atarefada este inicio de ano e sem muito tempo para o blog, porém assim que for possível, estarei postando mais alguma ''descoberta'' ok?? Obrigada pela visita

      Excluir
  5. Boa noite, minha família por parte de pai é "SAMPAIO". Sempre tive o maior orgulho deste nome, mesmo antes de saber sua origem. Não conheço a fundo a história de minha família paterna, mas sei que vem de POTÉ- MG, pra onde estou indo na próxima semana visitar meu pai QUE NÃO VEJO HA 8 LONGOS ANOS, Antônio Sampaio Lima, Meu nome é Renato Sampaio Lima, e um fato curioso é que pelas pesquisas que fiz, ja nos antepassados haviam muitos "SAMPAIO LIMA", na genealogia da FAMÍLIA SAMPAIO. Minha mãe quando se casou com meu pai já tinha o "LIMA" em seu ultimo nome (siqueira no sobrenome. Existe históricamente alguma relação entre estes nomes...."SAMPAIO" E "LIMA".
    Vi também algo sobre GUERRA entre as Famílias "SAMPAIO" e "ALVES"... ( SOU CASADO COM "ALVES" HEHEHEHEHE) GOSTARIA DE SABER MUITO MAIS SOBRE A HISTÓRIA QUE CERCA MEU LINDO SOBRENOME "SAMPAIO"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Renato!
      Vamos colher mais dados da árvore do lindo sobrenome, que em Portugal diz-se, apelido :''Sampaio''. Estou muito atarefada este inicio de ano e sem muito tempo para o blog, porém assim que for possível, estarei postando mais alguma curiosidade. Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  6. Ola a todos, Sou um Sampaio e tenho um herdeiro também.
    Minha descendência vem desde quanto sei, meu Trizavo Manuel Sampaio casado com Laura Adelaide Teixeira de Sampaio. Bisavos, Joaquim Sampaio casado com Josepha Rosa Sampaio......Avós, José Teixeira Sampaio Casado com Maria Luisa Ribeiro Tavares Sampaio, meu Pai, Amadeu Tavares Sampaio e eu Joaquim Manuel Lopes Tavares Sampaio sendo meu filho Amadeu Fernandes Sampaio. Puderei fornecer ainda algumas datas se necessário, mas , alguém me ajuda a saber de que lado venho por favor? Aguardo, Cumpts Joaquim Sampaio.......email.....jmltsampaio@sapo.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Joaquim!
      Vamos ver se posso ajudar em algo, vou pesquisar mais alguns dados da árvore ''Sampaio''. Estou muito atarefada este inicio de ano e sem muito tempo para o blog, porém assim que for possível, estarei postando mais alguma ''descoberta'' ok?? Obrigada pela visita e volte quando quiser!

      Excluir
  7. Olá! O meu nome é José Carlos Sampaio. Sou natural do Rio de Janeiro mas devo o meu sobrenome ao meu avô que é natural de Famalicão, norte de Portugal (Minho). Vivo há 13 anos em Portugal e gostei imenso do seu blog. Vou tratar de fazer uma visita a Vila Flor em breve e tentar colaborar com algumas fotos e mais informação.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José Carlos (chará do meu pai), seja muito benvindo ao blog!
      Meu avô também era natural do Rio de Janeiro... Fico muito feliz e grata com a sua colaboração a enriquecer nossa história!
      Em 2010, fui a Portugal com o objetivo de conhecer Vila Flor, mas infelizmente não deu certo, mas qualquer dia, farei essa viagem e ter o prazer de colocar os meus pés nessa terrinha... Obrigada pela visita e pelos comentários! Apareça sempre por aqui. Abração

      Excluir
    2. meu pai e de Felgueiras e fiquei curiosa com esta descendencia, ssera que faço parte dela, gostei muito do seu blog

      Excluir
    3. Boa NoiteFranciska! Muito obrigada pelo teu comentário e visita!
      Não sei ao certo se faz parte mais direta desta descendência, porém as raízes iniciais é bem provável que sim, pois como conta a história, tudo começou com um homem que formou a árvore ''Sampaio''. Assim que for possível, estarei postando mais alguma ''descoberta'' ok?? Obrigada pela visita e sabendo de curiosidades sobre os Sampaio, nos escreva, sim!

      Excluir
  8. OLÁ SAMPAIOS, EU SOU DESCENDENTE DOS SAMPAIOS PROPRIETARIOS DA FAZENDA MORRO DO LICURI NO ESTADO DA BAHIA, O MEU BISAVÔ FOI FRUTO DE UM SENHOR DE ESCRAVOS, COM SUA ESCRAVA, DESCENDENTE DE MANOEL DO CONGO, DO ANTIGO ZAIRE E DO POVO INDIGENA, A MINHA FAMILIA SE ESPALHOU POR TODO O PAÍS ESTAMOS EM SP,TENHO PRIMOS EM MINAS, FLORIANÓPOLIS, RIO, PARANA. EM SP É CURIOSO QUE UM DOS DESCENTES DESTA RAIZ(AFRODESCENDENTE FOI MARECHAL DEODORO SAMPAIO QUE SE REFUGIO NAS SUAS LUTAS CONTRA A ESCRAVIDÃO SE OPONDO AOS SEUS ANTEPASSADOS NA CIDADE DE CAMPINAS EM SP) NA ÉPOCA DE TIRADENTES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite !
      Muito interessante o teu comentário. Caso saiba mais sobre a árvore ''Sampaio''. nos mande, ok? Obrigada pela visita e apareça quando quiser!

      Excluir
    2. Ola meu nome é Onésimo Chaves Sampaio, meu pai veio de MAcarani na Bahia de onde há muitos Sampaios nesta regiao e norte. Meu é Manoel Coelho Sampaio, se há alguém que possa falar dos Sampaios na Bahia, eu agradeço muito.

      Excluir
    3. Olá!!
      Sou Isabelle Venâncio Sampaio, herdei o Sampaio da minha avó Iolanda Sampaio da Bahia, tenho uma tia Iracema Sampaio que era irmã da minha avó que mora em Salvador. Tenho parentes em Feira de Santana também. Achei interessante o que foi escrito sobre a família. Abraço.

      Excluir
  9. meu nome é GERALDO TADEU TEIXEIRA SAMPAIO.
    esta procurando a origem do meu sobre nome e aqui encontrei.
    gostei! parabéns...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Tadeu!
      Mais um Teixeira ... Irei pesquisar esta ''associação'' de sobrenomes Sampaio-Teixeira, pois nas minhas leituras sobre a história familiar da origem, percebi em vários momentos os Teixeira... Vamos ver se posto algo sobre este dado curioso.

      Excluir
  10. Sou neto de Oswaldo Santos de Sampaio, nascido em Santa Catarina (curitibanos) e filho de João Sampaio (tropeiro) e Ines ?? Santos?? de Sampaio (descendente da tribo caigangue de bugres). Gostara de saber se voce tem alguma referencia de algum ramo da familia no Paraná e Santa Catarina? Pela crônica deste avô ja sabia de alguns informes sobre San Pelagyum, mas certamente sua pesquisa está excelente e me esclareceu muito. Parabens pela iniciativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo teu comentário Gustavo Ludecke! Na realidade nas minhas pesquisas ainda não apareceu nenhuma referência sobre a região sul do Brasil, pois trilhei um caminho buscando meus antepassados, porém será um prazer procurar mais informações de outras regiões do país que de certo, caso encontre postarei aqui, ok?? Tudo de bom!

      Excluir
  11. Meu nome é Reginaldo Sampaio, filho de Arnoldo Sampaio e neto de Zeferino Sampaio e Maria Joana Lopes, o irmão de meu pai chama-se Roseano Sampaio, origem de Jaguariaíva - PR. Meu avô é de origem Indígena. Parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo teu comentário Reginaldo Sampaio!
      Interessante saber sobre os Sampaio que estão ''espalhados'' por todo o país, principalmente quando se sabe dados tais quais os teus. Volte sempre!

      Excluir
  12. Meu nome é Reginaldo Sampaio, filho de Arnoldo Sampaio e neto de Zeferino Sampaio e Maria Joana Lopes, o irmão de meu pai chama-se Roseano Sampaio, origem de Jaguariaíva - PR. Meu avô é de origem Indígena. Parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Eu sou Francisco Sampaio Júnior, neto de Francisco de Paula Sampaio, bisneto de Pedro Sampaio de Castro. Meu bisavô era do Riacho do Sangue - Ceará. Eu não tenho certeza dos seus antepassados, mas, adorei o trabalho no seu blog. É de grande valia e, emocionante mergulhar nas nossas origens.

    Um Grande abraço,

    Sampaio Jr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo teu comentário Sampaio Junior! Posso te dizer que é muito gostoso pesquisar nossas origens...temos muitas surpresas...
      Interessante saber sobre os Sampaio que estão ''espalhados'' por todo o país. não é?! Volte sempre! Abraço

      Excluir
  14. Blog legal, sou Jacó Jackson Souza Maia Ferreira de Sampaio, meu pai (Pedro Ferreira Sampaio) era Militar do Exército, veio de Fortaleza-CE. Moro em Campo Grande-MS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo teu comentário Jacó Jackson!
      Interessante saber sobre os Sampaio que estão ''espalhados'' por todo o país. Volte sempre!

      Excluir
  15. Tenho muito interesse neste assunto pois meu bisavô foi Manuel Pereira Sampaio, veio de Portugal, um dos primeiros comerciantes de Valença, que se associou aos Pentagnas. De repente seu nome some da história e os Pentagnas enriquecem. Minha mãe, sua neta, hj com 94 anos tem uma memória privilegiada e conta histórias para nós. Minha avó Francisca, morreu aos 100 anos, teve tempo de contar muitas histórias a minha mãe. Tenho algumas tias-avôs, filha de Manuel Sampaio que não se tem notícia. Por isso muito me identifiquei com nosso interesse comum.
    Tenho alguns nomes: Manoel Pereira Sampaio e Maria (pais), Leônidas Pereira Sampaio (filho), Maria Sampaio Braga (filha de Manoel Sampaio) e Joana Sampaio Braga (filha de Manoel Sampaio).
    Agora vamos de minha mãe para trás pra entendermos melhor: Conceição Apareccida Sampaio e filha de Francisca dos Santos Sampaio e Leônidas Pereira Sampaio, Leônidas Pereira Sampaio era filho de Manuel Pereira Sampaio (que morreu solteiro, depois de 1920) e Maria (não casaram, ela era mucama de Manoel), tiveram mais 4 filhos, Entre eles: Maria que se casou com Mario Braga, do Rio, tiveram uma filha a Rosinda (professora, casada com um homem com patente do exercito) e Joana que morreu em Valença, RJ, era mãe de Feliciano (Casado com Stivanim), Miguel (Casado com Carlinda Corrêa) e Margarida (foi para o Rio e casou com um revolucionário do exercito que foi preso).
    Leônidas Sampaio era muito católico ajudou D. André na mudança.
    Existiu a Margarida era irmã de Maria, mãe do Leônidas, ela morava num casarão onde é o Venturão.
    São algumas histórias centenárias contadas a gerações em minha família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gisele olá! Que prazer receber mais um pouquinho de história dos Sampaio...Obrigada! E seja sempre bem-vinda!

      Excluir
  16. Oi,sou Sampaio por parte de mãe,e minha avó tem um solar chamado Solar dos Sampaios,localizado na cidade de Palmácia,Ceará,Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, sou sampaio por parte de pai e mãe. meu avô tinha um sitio em palmácia o nome dele era francisco nonato sampaio, morreu de doença de chagas, foi casado com sua prima francisca castelo branco. sei que meu avó tinha um sitio em palmacia..não sei os nomes dos irmãos dele, será que somos primos? rs

      Excluir
  17. Olá, meu nome é Daiane Priscila Sampaio Bussola, sou descendente dos Sampaios por parte de mãe. Moro no norte do Paraná e tenho muitos parentes Sampaio por aqui e que são descendentes indígenas.
    Vou passar alguns nomes, para caso alguém se identificar com algum possa me contatar.
    Sou filha de Mario Arnaud Sampaio Sobrinho (falecido em 1973), que teve os irmãos: Arnaud Sampaio e Esperança Sampaio, Luiz Sampaio, Dulce Sampaio e Josefina Sampaio. Que são filhos de Antenor Raulino Sampaio, teve irmãos e irmãs, mas o único que sei o nome é Mario Arnaud Sampaio escritor, casado com Zélia Helena Dendena Arnaud Sampaio morava no RS.
    Uma tia-avó paterna, me contou que minha tataravó se chamava Maria da Soledade Sampaio e era descendente de índios colombianos.

    Gostei muito do blog, pois não conhecia a origem desse sobrenome que gosto tanto.
    Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde, Claudia,
    Adorei o seu blog, também carrego o sobrenome Sampaio, adoraria saber mais sobre minha família. Meu avô materno,Carlos Teles Sampaio, nascido no Ceará, já me disse em vida que era sobrinho, ou primo de José Virgulino, vulgo Lampião, eu gostaria muito de descobrir se isso realmente verdade. Será que vc consegue me ajudar?
    Agradeço desde já!
    Karina Sampaio.

    ResponderExcluir
  19. Maria do Passal 19 11 2015 .Olá, ao fim de alguns anos descobri que sou descendente da familia sampaio,a minha tetravó chamava-se bernarda carolina de Sampaio e Mello cc Antonio de Figueiredo de Miranda Soares de Albergaria moradora na freguesia de avo, beira alta , não conheço os meus parentes porque o meu bisavo foi dado a criar a outra familia ,a minha trisavó e mãe do meu bisavó chamava-se Maria Delfina de Figueiredo,gostaria muito de encontrar de encontrar algum parente deste tronco familiar .
    Gosto muito deste blog.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  20. Maria do Passal,20 11 2015
    Olá, queria acrescentar na minha mensagem de 19 11 2015, que a minha tetravó Bernarda Carolina Sampaio Mello cc com Antonio de Figueiredo de Miranda Soares de Albergaria e que foram moradores na freguesia de Avó ,beira alta - Norte de Portugal.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja muito bem vinda ao blog!! Torcendo para que ache parentes para enriquecer a história da tua família!!

      Excluir
  21. Parabéns pelo Blog e ao espaço que reserva aos Sampaios. Sou gaúcho de Rio Grande, RS, descendente direto dos da Casa de Ribalonga no Alto D'Ouro, onde ainda vivem alguns parentes próximos. Com satisfação registro reiteradamente meus sinceros cumprimentos a sua iniciativa. Atte. Luiz Alfredo M.e Mello Vaz de Sampayo

    ResponderExcluir

Deposite aqui sua idéia